Criança de três anos é baleada na cabeça em cidade do interior da Paraíba

Caso aconteceu na zona rural de Aroeiras; na ação, o pai do menino também foi ferido e ambos foram levados para o Hospital de Trauma de Campina Grande

Polícia | Em 12/10/17 às 08h48, atualizado em 12/10/17 às 16h15 | Por Redação
Divulgação
Hospital de Trauma de Campina Grande

Uma criança de apenas três anos foi baleada na cabeça na noite dessa quarta-feira (11) na zona rural de Aroeiras, no Agreste da Paraíba, a 105 km de João Pessoa. O pai do menino também foi ferido a tiros no peito e no braço. Os dois foram encaminhados para o Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o serviço social do hospital, a criança está na Unidade de Tratamento Intensivo, em estado grave. Já o homem, de 30 anos, encontra-se no bloco cirúrgico e o estado dele é estável.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Danilo Orengo, a ação aconteceu após alguns homens (a polícia ainda investiga quantos estavam envolvidos) tentarem roubar uma residência localizada em um sítio. O dono da casa revidou a ação dos assaltantes, que fugiram.

Durante a fuga, os criminosos teriam avistado o pai e o menino passando em uma motocicleta. Conforme o delegado, foi neste momento que eles, sem motivo aparente, teriam disparado contra as vítimas, atingindo-as.

Mesmo baleado, o pai conseguiu pilotar até a zona urbana de Aroeiras para pedir ajuda. Imediatamente eles foram transferidos para Campina Grande. O delegado informou que, ninguém da família procurou a polícia para prestar queixa. Por conta disto, ele designou que uma equipe se dirigisse ao hospital para colher depoimentos.

A polícia está realizando buscas, mas, até o fechamento desta matéria, ninguém foi preso.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Atenção

Fechar